Café evita a sonolência
20/10/2017
Tem o sabor de vários países
21/11/2017
Show all
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Email -- 0 Flares ×

A fórmula da longevidade e da felicidade parece que é café durante vinho à noite, sempre com moderação e em boa companhia. No século XVIII, o grande pensador alemão Goethe afirmou: “Os ricos querem bom vinho, os pobres querem muito vinho”. Os primeiros registros sobre a fermentação da usa vieram do Egito Antigo. Os egípcios inalavam vapores de líquidos fermentados com o intuito de curar moléstias. Durante séculos a humanidade saboreou bebidas fermentadas, os babilônios com sua cerveja, os gregos com o vinho e os índios brasileiros com o cauim, feito a partir do milho.

Os efeitos benéficos do vinho têm sido pesquisados há muito tempo. Cientistas dos Estados Unidos, França e Dinamarca publicaram, no início da década de 1990, estudos que comprovaram a importância dele para a saúde. O vinho pode atuar na prevenção de doenças e aumentar a longevidade. Uma pesquisa das mais importantes – conhecida como Paradoxo Francês – foi conduzida por pesquisadores daquele país e extensamente divulgada em 1992. Os franceses – cuja dieta é rica em gorduras e a incidência de fumantes na população é alta – são menos propensos a ataques cardíacos do que outros povos de países industrializados. Isto foi atribuído ao consumo regular de vinho, pois, além de conter o antioxidante resveratrol, o álcool eleva os níveis do “bom colesterol”.

Outra grande pesquisa realizada em 1995 por cientistas dinamarqueses do Copenhagen Heart Study avaliou 13mil pessoas durante doze anos e obteve evidências de que a taxa de mortalidade diminui mais entre as que bebem vinho do que entre as que tomam a cerveja ou destilados. A pesquisa também demonstrou que os efeitos benéficos estendem-se àqueles que bebem até cinco taças (cerca de uma garrafa) de vinho por dia.

O vinho parece mesmo evitar doenças cardíacas. Uma ou duas taças por cia diminuem em até 50% o risco de doenças coronarianas. Ajuda a previnir o câncer, de acordo com pesquisa da Universidade da Carolina do Norte, Estados Unidos, que relata que o resveratrol promove a morte das células cancerígenas. Outra pesquisa constatou que os consumidores que bebiam de uma a três taças de vinho por dia tiveram menos da bactéria que causa infeccção gástrica. Pesquisas francesas sugerem que aqueles que consomem a bebida causa moderadamente têm uma taxa de 75% menor de desenvolver a doença de Alzheimer do que abstêmicos. O vinho é um eficaz calmante e não engorda. A Universidade do Colorado, Estados Unido, conclui que homens saudáveis podem beber até duas taças de vinho diárias sem ganho de peso.

Mas por que o café é mais saudável? Crianças e adolescentes podem tomar café com leite em casa e na merenda escolar, mas vinho não, por ser uma bebida alcoólica. E muito vinho causa alcoolismo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Email -- 0 Flares ×

Os comentários estão encerrados.